Seguidores

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Jeremejevite

Jeremejevite

pedras preciosas raras 2
Descoberto pela primeira vez na Sibéria no final do século 19, desde então, cristais de jeremejevite com qualidade de gema (grandes e claros o suficiente para serem cortados) só foram recuperados em suprimentos limitados na Namíbia.
Na imagem acima, você vê o maior cristal jeremejevite facetado da Terra.

Fonte: Geologo.com

Poudreteita

Poudreteita

pedras preciosas raras 6
Os primeiros vestígios de poudreteita foram descobertos em meados da década de 1960 na pedreira Poudrette de Mont Saint Hilaire, em Quebec, no Canadá. No entanto, o mineral não foi reconhecido oficialmente como uma nova espécie até 1987, e não foi exaustivamente descrito até tão recentemente quanto 2003.
É provável que poucas pessoas sequer vejam um espécime dessa pedra em pessoa, e a maioria provavelmente nunca sequer vai ouvir falar nela.

Fonte: Geologo.com

Turmalina Paraíba, uma das gemas mais caras do mundo

Turmalina Paraíba, uma das gemas mais caras do mundo







 
 


Talvez você, como muitos, já deve ter se perguntado, em algum momento de sua vida - afinal, o que é essa tal de Turmalina Paraíba e por que ela é uma das gemas mais caras do mundo?

A resposta, é lógico, está na sua raridade e beleza. Uma das características dessa gema é a sua cor brilhante, vívida, quase um neon que só é salientada após a lapidação.

Do ponto de vista técnico ela é uma variedade cuprífera de elbaíta, uma variedade de turmalina cuja fórmula é Na(Li,Al)3Al6B3.Si6O27(OH,F)4. O nome Paraíba vem da primeira localidade onde essa turmalina foi descoberta.
Segundo a lenda a turmalina Paraíba foi descoberta por Heitor Dimas Barbosa em 1981. Heitor passou anos escavando um pegmatito próximo da Vila S. José da Batalha, acreditando que debaixo do morro chamado Paraíba existia algo diferente.
Somente em 1989, Heitor conseguiu o primeiro lote de pedras de qualidade. As cores eram extraordinárias nunca vistas antes em nenhuma outra turmalina: estava descoberta uma das gemas mais preciosas do mundo.
As cores são variadas, mas a clássica é o azul neon cor gerada pelo conteúdo de cobre do manganês na estrutura cristalina da turmalina.

Paraibaparaiba cores
As brasileiras clássicas com seus tons de azulAcima Turmalinas Paraíba vindas da África com diversas colorações

A cor e seu brilho extraordinário são realçados após a lapidação e pelo aquecimento. O aquecimento da turmalina é feito para que a cor alcance o seus tons mais vívidos, a sua principal característica.
As Turmalinas Paraíba brasileiras são raras e, geralmente, pequenas. As estatísticas mostram que são necessárias 2.000 toneladas de material para produzir 40 quilates. O que é pior, aa minas brasileiras já estão praticamente exauridas.

O preço do quilate varia de acordo com a cor, tamanho, transparência, ausência de inclusões e lapidação. Em geral é comum ver preços acima de US$10.000 por quilate em pedras de bom tamanho.

No entanto uma nova descoberta está fazendo as Paraíbas mudarem de continente...

A Paraíba na África:

Mais recentemente, em 2001, foram descobertas turmalinas “Paraíba”na Nigéria e em Moçambique. Essas novas descobertas geraram muitas polêmicas sobre o termo Paraíba. Os gemólogos estavam propensos a chamar a gema de Elbaíta Cuprífera. Mas em 2006 foi decidido que todas as turmalinas tipo elbaita com cobre deveriam ser chamadas de Turmalinas Paraíba ou tipo Paraíba.
As turmalinas vindas da África não podem ser diferenciadas das brasileiras. Somente com estudos químicos foi possível identificar a “digital química” destas turmalinas que realmente tem alguns elementos traços um pouco diferentes.
O que, no entanto, preocupa é que as Paraíbas africanas são muito maiores do que as brasileiras e podem ser produzidas em maiores quantidades o que vai acabar afetando os preços do quilate. Aqui é raro uma Turmalina Paraíba com mais de cinco quilates enquanto que na África estão surgindo várias acima de dez quilates sendo que é de Moçambique a maior Paraíba lapidada do mundo (foto).

paraiba 14paraiba52
Uma Turmalina Paraíba rara com 14,2 quilates de Moçambique57,19 quilates de Moçambique é a maior Turmalina Paraíba lapidada
do mundo e pode valer mais de 25 milhões de dólares.


Fotos: Wimon Manorotkul
Fonte: Geologo.com

Volta do feriado e os juros dos títulos de dez anos voltaram a subir

Volta do feriado e os juros dos títulos de dez anos voltaram a subir







As bolsas internacionais estão em um pregão um pouco azedo na volta do feriado dos EUA. Essa pequena realização ocorre sem que notícias específicas a motivem. Os juros dos títulos de dez anos voltaram a subir e fizeram o dólar interromper sua jornada de desvalorização global.

Mercados Globais

O destaque no pregão europeu foi o HSBC, que pode enfrentar multas de mais de US$ 1,5 bilhões, por ter possibilitado a evasão fiscal de clientes nos EUA, Bélgica, Argentina, Índia, Espanha e outros lugares, segundo a Bloomberg. As ações da empresa caíram 3,5% em Londres e podem machucar ainda mais o banco com valor de mercado de ₤ 150 bilhões. Veja o gráfico dos juros dos títulos de dez anos dos EUA:
A alta dos juros, de 2,00 % para os atuais 2,90 % deve ficar no radar dos agentes porque implica em um novo equilíbrio macroeconômico. Nesse novo equilíbrio os preços podem mudar, levando a bolsa a um novo patamar.

Brasil

No Brasil, o governo desistiu da reforma da previdência e propôs uma nova agenda para tentar manter elevado o humor do mercado. Nenhuma das medidas é de emenda constitucional, dispensando a maioria de 2/3 do Congresso. Dentre as medidas, estão a independência do Banco Central, a privatização da Eletrobrás e a simplificação da PIS/Cofins. O abandono da reforma da previdência não tem impacto nos preços porque os seus efeitos ocorrem apenas no longo prazo, sinalizando o equilíbrio (se é que ele seja possível!) em algumas gerações.
O fato de que as finanças públicas não sejam afetadas no curto prazo pela reforma, não faz com que mais um adiamento dispare um movimento de vendas irrefreável. As reformas vêm sendo demandadas pelo mercado desde que a Constituição de 1988 foi aprovada, com maior intensidade a partir do governo Collor. É bastante razoável considerar que a sua aprovação em um governo tão breve e frágil seria uma tarefa pouco realista.
De qualquer forma, a nova agenda do mercado, mais leve e mais realista, deve assumir as atenções diárias daqui para a frente. A reforma da previdência, cujo déficit do ano passado foi de R$ 182 bilhões, vai ficar para outro momento, sem que o mercado veja nisso o fim do mundo.
Com projeções de crescimento para 2018 e 2019 melhorando, sinalizando altas do PIB de 2,8% 3,0%, esse déficit tende a se reduzir, melhorando a trajetória do endividamento público. Ocorre, porém, que a nota de crédito do Brasil continuará a se ressentir da falta de solução para o “problema da previdência”. Essa questão será pautada no próximo governo, que será empossa daqui a apenas dez meses.
Fonte: Jornal ADVFN

Criadora do Pac-Man anuncia o lançamento de duas criptomoedas

Criadora do Pac-Man anuncia o lançamento de duas criptomoedas






Certamente você já ouviu falar sobre Pac-Man, Enduro, River Raid e tantos outros jogos do console Atari, que foi sucesso nos anos 80 e fazia com que inúmeras pessoas “perdessem” o dedo apertando o clássico botão vermelho para comandar os bits do videogame que dominou o mercado e abriu caminho para os games que conhecemos atualmente.
A Atari não acompanhou a evolução dos games e nunca mais conseguiu superar o sucesso do seu Atari 2600. Dilacerada, a empresa chegou até a vender sua marca. Porém, recentemente, Frederic Chesnais, CEO da Atari, anunciou que pretende modernizar a empresa lançando duas criptomoedas: uma dedicada aos jogos e outra aos cassinos.
A empresa de games, que apesar de ter sua marca mantida, já pertence à uma outra empresa de games há mais de 15 anos, a Infogrames. Ela anunciou que adquiriu 15% da Infinity Networks, localizada em Gibraltar, e licenciou a sua marca para a empresa. A Infinity está desenvolvendo uma plataforma descentralizada baseada em blockchain, que dá acesso a qualquer tipo de entretenimento digital, isto é, uma ampla oferta que varia desde videogames, até filmes e música. Esta plataforma operará usando a criptomoeda denominada “Atari Token”.
“A tecnologia Blockchain está preparada para ocupar um lugar muito importante em nosso meio e para transformar, se não revolucionar, o atual ecossistema econômico, especialmente nas áreas de videogames e transações online”, afirmou Chesnais.
Segundo o comunicado, o segundo projeto em andamento é o fortalecimento da parceria com a Pariplay no lançamento, previsto para 2018, de uma plataforma de cassino que contará com jogos Atari, permitindo que os jogadores apostem em moeda fiduciária ou com a maioria das criptomoedas em circulação atualmente. Para este projeto, a empresa pretende lançar o “Pong Token”, uma segunda criptomoeda dedicada exclusivamente aos cripto-cassinos.
O comunicado não traz mais detalhes sobre os projetos, que provavelmente devem utilizar alguma plataforma de contratos inteligentes como o Ethereum. As ações da Atari chegaram a dobrar após anúncio, chegando a serem cotadas a US$0,82.
Fonte: Jornal ADVFN

2 anos depois de Mariana fiscalização de barragens ainda aguarda lei


2 anos depois de Mariana fiscalização de barragens ainda aguarda lei

Dois anos e quatro meses depois de o rompimento da Barragem do Fundão, em Mariana, e a nova legislação sobre fiscalização de barragens ainda se arrasta na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e será apreciado em audiência pública nesta terça-feira, 14h30, no Plenarinho II. O Projeto de Lei 3.676, de autoria da Comissão Especial de Barragens, foi concebido menos de um ano depois de a maior tragédia socioambiental brasileira ter matado 19 pessoas e devastar a Bacia Hidrográfica do Rio Doce.
O projeto recebeu 55 mil assinaturas e muitos ativistas reclamam que a proposta original foi desvirtuada ao longo de sua tramitação. A proposta é avaliada pelas comissões e só depois segue para votação em segundo turno, mas pode ser alterada após a audiência pública.  A proposta de legislação prevê uma série de medidas mais exigentes no que se refere à classificação de risco das barragens, abrangendo todos os empreendimentos que tenham um barramento com altura acima de 15 metros, 3 milhões de metros cúbicos de capacidade, que retenha materiais perigosos ou que tenha potencial de dano ambiental alto e médio.
Entre as exigências, está a possibilidade de a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável demandar a revisão dos projetos por profissionais independentes. O projeto de lei garante, ainda, que haja mais envolvimento e clareza na participação das prefeituras dos municípios onde a barragem vai ser implantada e também daqueles que estão sob a influência em caso de rompimento e acidentes.
Nenhuma barragem poderá ser construída a menos de 10 quilômetros de comunidades e de fontes de abastecimento público, pelo que define o projeto de lei. Um dos grandes avanços, já que Bento Rodrigues, o primeiro subdistrito de Mariana atingido pelo barramento romplido da Samarco, ficava à metade desta distância e há estruturas como a Barragem Casa de Pedras, em Congonhas, que se localizam a apenas 250 metros das primeiras habitações.
Entre as presenças confirmadas estão representantes da Semad, do Ibama e também o procurador-geral de Justiça Adjunto Institucional do Ministério Público de Minas Gerais, Rômulo de Carvalho Ferraz. Ferraz, inclusive, é um dos que defende que a Samarco volte a operar apenas depois que a legislação seja aprovada.
Fonte: EM